Dois empreendedores trazem uma diversidade muito necessária para a indústria hospitalidade

Há duas coisas que podem fazer com que uma experiência de viagem passe de boa para ótima: os detalhes e a sensação de que tais detalhes foram escolhidos especificamente para você. No entanto, muitas coisas podem fazer com que viajantes afro-americanos se sintam negligenciados,  como se não pertencessem a aquele lugar: dos produtos de higiene aos quartos, e até mesmo a própria equipe do lugar. “Os viajantes se preocupam se eles podem ser eles mesmos quando viajam”, disse Marcus Carey. E é exatamente isso o que ele e seu caro cofundador da Homage Hospitality, Damon Lawrence, se propuseram a corrigir. “Há uma falta de diversidade entre os donos e gestores de propriedades”, afirmou Damon. “Eu queria muito que o The Moor representasse as possibilidades. Eu queria mostrar do que a Homage é capaz, mas, em um contexto ainda maior, mostrar o que os afro-americanos são capazes de fazer na área de hospitalidade.”

“Eu queria muito que o The Moor representasse as possibilidades. Eu queria mostrar do que a Homage é capaz, mas, em um contexto ainda maior, mostrar o que os afro-americanos são capazes de fazer na área de hospitalidade.”

Damon Lawrence, Homage Hospitality

Damon e Marcus se conheceram em 2016 em uma festa em Oakland, na Califórnia, e perceberam que enxergavam a mesma oportunidade: proporcionar uma experiência de viagem essencialmente diferente. Os dois rapidamente começaram a trabalhar no The Moor, um hotel boutique de 4 suítes em Nova Orleans, na Louisiana. “No The Moor, queríamos que tudo contasse uma história”, contou Marcus. “Nossos espaços devem dar a sensação de que a cidade e esse caldeirão cultural estão impregnados na propriedade.”

Apesar de trabalharem incansavelmente, Damon e Marcus corriam o risco de perder a data de abertura prevista para 1º de julho de 2018. “Estávamos completamente sem dinheiro dois dias antes de abrirmos nossas portas e a propriedade ainda não estava pronta”, disse Marcus. Mas isso não os impediu. Em vez disso, foram à loja de materiais e usaram seu próprio dinheiro para comprar tudo o que precisavam. “A jornada para conseguir abrir um negócio não para a menos que o empreendedor pare.” Três dias após receber seus primeiros hóspedes, o The Moor ficou completamente lotado para o resto de 2018.

“Estávamos completamente sem dinheiro dois dias antes de abrirmos nossas portas e a propriedade ainda não estava pronta”.

Marcus Carey, Homage Hospitality

Mesmo com o sucesso inicial, Damon e Marcus viram muito potencial em anunciar o The Moor no Airbnb. “Acho que agora que estamos na plataforma do Airbnb e podemos abrir nossas portas para pessoas das mais diferentes origens, vimos que no geral elas simplesmente apreciam o espaço”, disse Damon.

“Acho que agora que estamos na plataforma do Airbnb e podemos abrir nossas portas para pessoas das mais diferentes origens, vimos que no geral elas simplesmente apreciam o espaço”.

Damon Lawrence, Homage Hospitality

Agora, à medida que os cofundadores da Homage procuram se expandir para Napa, Oakland e Los Angeles, na Califórnia, é mais importante do que nunca que eles alcancem a comunidade global de hóspedes do Airbnb e possam também receber o feedback deles diretamente. “Conversar com nossos hóspedes, com nossos clientes, nos guia todos os dias em nossos negócios”, explicou Marcus. Damon acrescentou: “Permitir que essa troca aconteça é um aspecto bonito da plataforma do Airbnb.”

 


 

Quer saber mais? Clique aqui para saber mais sobre hospedagens profissionais com o Airbnb.  

 

 

Receba novidades sobre hospedagem profissional com o Airbnb na sua caixa de entrada

Assinar